Jaguaquara: Jornal A Notícia Entrevistou o Prefeito de Jaguaquara Giuliano Martinelli

17 de out de 2013
Foto: Jornal A Notícia


Jornal A Notícia: o prefeito esteve em setembro visitando os Ministérios em Brasília, o que ficou de concreto para Jaguaquara nessa sua jornada em busca de obras?

Resposta Giuliano Martinelli. 

Na última viagem que fizemos a Brasília, acompanhado de nosso líder na Câmara Federal deputado João Leão, onde ficaram agendadas visitas a três grandes Ministérios: o Ministério da Integração Nacional, onde já temos um plano de trabalho que estamos pleiteando desde o mês de março, referente aos transtornos causados em Jaguaquara pelas chuvas que caíram na cidade e que deixou prejuízos no nosso centro. O projeto já está lá e nós estamos diariamente cobrando a resolutividade com relação à aprovação do projeto e consequentemente a liberação das verbas para que possamos iniciar às obras, porem hoje grande parte dos municípios Brasileiros estão se deparando com a grande dificuldade da falta de recursos perante o governo federal. Esse projeto de Jaguaquara já está lá há quase nove meses, só estamos aguardando ver qual será o desfecho de tudo isso, pois o que foi exigido de documentação nós já providenciamos e enviamos a eles. 

Estivemos também no Ministério das Cidades, pois temos aqui inúmeras obras de calçamentos, a exemplos dos Bairros: Malvina, onde esses calçamentos estão com as obras paralisadas, pois não existem recursos disponíveis nas contas desses convênios. Precisamos que os Ministros tenham uma sensibilidade maior para solucionar essas questões dos recursos para que o município retome as obras. 
Existe uma obra de 2010, também no Ministério das Cidades, que conseguimos resgatar. Uma obra do PAC2, que é a urbanização do Bairro da Bela Vista a Rua Lindolfo Porto, onde também foi iniciada a obra mais estar paralisada exatamente pela falta de recurso e os empreiteiros não tem como dá seguimento com suas próprias pernas e dependem exclusivamente desses ministérios para solucionar os problemas dos recursos.


Visitamos o Ministério da Educação, especialmente no FNDE, onde temos hoje quatro quadras e duas creches no município, uma quadra já está concluída, é a do CET, a outra quadra do Colégio Vincenzo Gasbar que estará concluída dentro dos próximos 20 dias. Para as outras duas quadras e as duas creches não existem recursos nas contas e o FNDE ainda não repassou. Consequentemente são obras que também estão paralisadas. Então, nossa viajem a Brasília nada mais é do que a busca incessante em querer resolver os problemas do município, todavia, observo que a falta de recursos não só a nível municipal, mais é também estadual e federal. Só cabe a nós como gestor, brigar e esperar os resultados. Não temos como fazer milagres, todos conhecem a situação da Prefeitura de Jaguaquara, mas acredito que nossos dois deputados Cacá Leão e João Leão, estão se empenhando ao máximo para nos ajudar a resolver esses problemas o mais breve possível. 


Jornal A Notícia: 

Existe na Bahia uma reclamação quase que unânime de reclamações na queda do FPM, e isso o prefeito diz que em Jaguaquara acontece a mesma coisa. Como é que a prefeitura tem conseguido realizar tantos eventos mesmo com a receita defasada? 

Resposta Giuliano: 

É nas dificuldades que o gestor precisa mostrar sua competência e a sua responsabilidade para com o povo. Mesmo com todas nossas dificuldades financeiras conseguimos realizar grandes eventos: o dia da criança, a Primeira Feira de Agricultura – a Agrijaguar, que foi uma festa em prol dos agricultores do Município, conseguimos fazer a festa dos evangélicos, onde havia o questionamento se seria realizada ou não, conseguimos ajudar na festa da padroeira local - nossa Senhora Auxiliadora, conseguimos realizar o tão falado São João de Jaguaquara e do Entroncamento, que muitos duvidavam se o prefeito iria realizar ou não diante das dificuldades e nós realizamos. Então, acredito que toda a sociedade jaguaquarense tem a certeza de que a prefeitura trabalha em prol do povo. O dinheiro público é gasto com o povo. 

Conseguimos ainda, a distribuição do Peixe na Semana Santa, inúmeras festas locais, e a grande festa para crianças que ficou marcada na minha vida pessoal. Em seguida, o dia das crianças, onde distribuímos mais de 10 mil brinquedos e não só como o show magnifico que realizamos sete dias antes da entrega dos presentes. Além disso, conseguimos realizar eventos esportivos a exemplo da Copa Master do Vale, que nossa cidade conseguiu vencer Itiruçu e se sagrou campeã, estamos apoiando o campeonato de Bairros. É nas dificuldades que a população estar vendo que Jaguaquara anda pelo caminho certo rumo ao progresso e tem um prefeito determinado para isso. Claro que, apartir do momento que um prefeito tem uma equipe criativa com o pouco se faz muito.

Jornal A Notícia: 

A Prefeitura tem conseguido realizar obras com recursos próprios? 

Resposta Giuliano: 

Temos o fundo especial que recebemos do governo federal para ser promovidas melhorias na cidade, infelizmente não é um valor significativo que oferece condições de bancar grandes obras, mas já conseguimos fazer com recursos próprios os Quiosques. Que era um local onde as pessoas viviam em barracas numa localidade que foi proibida pelo Ministério Público. A prefeitura conseguiu dá para essas pessoas um lugar digno de se trabalhar. Os quiosques foram feitos em Jaguaquara a nível de Capital, uma obra muito bem feita e bem dividida pensada pelos engenheiros e com o aval do prefeito. Graças a Deus, pouco a pouco estamos sabendo fazer a coisa certa. A Zona rural como todos sabem, o trabalho é incessante, não cessa, é de domingo a Domingo, mesmo fazendo e a chuva desmanchando, mas o foco é mostra para Jaguaquara o comprometimento nosso.

No Entroncamento estamos fazendo aquilo que podemos. Começamos a recuperação das ruas que tivemos que interromper por conta das máquinas, pois infelizmente duas dessas máquinas deram problemas e hoje a prefeitura não tem dinheiro nem para pagar a manutenção e o conserto desses maquinários.


Jornal A Notícia: 

O Distrito do Entroncamento luta pela emancipação política administrativa. O Prefeito é a favor ou contra a Emancipação do Distrito? 

Resposta Giuliano: 

Eu já disse para o próprio Fernandinho, que é uma pessoa que tenho uma grande admiração. Disse a ele que meu comprometimento com a emancipação do Entroncamento é incondicional. Acredito que Chegou o momento do Entroncamento caminhar com suas próprias pernas e se tornar um município. Tenho a certeza de que isso ajudará ainda mais o município de Jaguaquara. Claro, muitos acham que o entroncamento irá se desenvolver mais ou vai perder recursos para Jaguaquara, isso não, muito pelo contrário, acredito que chegou o momento de todos unidos fazer com que aquelas pessoas que moram ali tenham um gestor escolhido pelo Distrito e que realmente tenha o poder de resolutividade e decisão. Nada melhor do que a eleição para prefeito do Distrito para comprovar a escolha da pessoa para cuidar do Entroncamento. Tenho a certeza que com a emancipação quem ganhará é a Bahia e, sobretudo o Distrito.
Fonte: Itiruçu Online

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos imensamente seu comentário, pedimos que tenham cuidado com ofensas e críticas aleatórias, desde já agradecemos.

 
Início | Musa do Diário | Horário dos Ônibus | Contato
Copyright © Diário do Entroncamento
Design by Diario Publicidades | Tecnologia do Blogger *IMAGEM DO SMARTPHONE ILUSTRATIVA, MODELO E MARCA A DEFINIR.
    Facebook Google + YouTube