JAGUAQUARA: Com Muita Polêmica, Câmara Reprova Contas da Gestão de Ademir

4 de out de 2013


A Câmara municipal de Jaguaquara, em seção realizada na noite desta ultima quinta feira (3) reprovou por cinco 6 votos a 5 as contas da Prefeitura Municipal de Jaguaquara, referente ao exercício de 2011 do ex prefeito Ademir Moreira (PMDB), reprovadas pelo TCM-BA por irregularidades diversas.
Com o auditório da Câmara lotado por cidadãos da comunidade, além de simpatizantes do ex prefeito que vaiavam e insinuavam aos gritos que vereadores que se pronunciavam contra as contas Ademir tinham ido pedir dinheiro para aprovar, enquanto que alguns manifestantes opositores aplaudiam cada parecer contra, a seção foi encerrada por volta das 22:10.  Dos quinze vereadores presentes 6 votaram a pela reprovação seguindo o parecer do TCM, enquanto 5 votaram pela aprovação, ou seja contra o parecer do tribunal e 4 se abstiveram de votarem.
Uma semana antes Ademir teria ido a tribuna da câmara se justificar, afirmando que se errou foi por tentar ajudar aos mais carentes, dando emprego para muita gente por isso que havia ultrapassado o limite de gastos com pessoal. Porém foi rebatido pelo vereador Nildo Pirôpo (PT), afirmando que não só foi a questão do limite com pessoal, e questionando como explicar o montante gasto com reforma de uma escola que não existe?
Sem o poder nas mãos, o ex alcaide se viu em uma situação difícil e apesar de ter ajudado a eleger uma maioria na câmara, não contou com o apoio necessário dessa maioria, para poder tentar realizar seu sonho de ser candidato a Deputado Estadual. Sonho este que foi adiado por pelo menos 8 anos, já que com a reprovação ficou inelegível por este período. O atual prefeito, Giuliano Martinelli (PP), apoiado por Ademir nas recentes eleições, segundo informações, não se manifestou em seu favor e deixou os 13 vereadores da sua base livres para opinarem sobre as contas.
Os vereadores "Nei Cabeludo" e "Zeca de Legais", antigos aliados de Ademir, disseram que se pudessem dar 10 votos, todos os 10 seriam em favor o ex prefeito, "pois sempre que bateu as portas elas sempre estiveram abertas para ajudar os mais carentes," declararam.
Ja o edil "Mancha Marceneiro" em tom emocionado disse ter "lavado sua alma", pois a tempos atrás quando o mesmo estava dentro da câmara e protestava contra o então prefeito, foi classificado por Ademir como "quase bandido". E que hoje a população poderia comparar quem é o bandido, (segundo palavras do vereado) se era ele por que estava protestando ou se era quem havia praticado irregularidades com o dinheiro público.
Já outro vereador aliado do ex chefe do executivo, disse que o que aconteceu naquela noite foi um julgamento politico e que serve de exemplo para todos aqueles prefeitos que hoje estão no poder. Pois quando deixarem o referido poder poderão ter o mesmo destino definido por parte daqueles que antes o apoiavam.
Vários edis teceram elogios a o atual mandatário Giuliano Martinelli, más fizeram escárnio com a apelido de "Furacão do Vale"  adotado por Ademir na época das eleições. " Não sei como alguém sente prazer em ser chamado de furacão, pois furacão só traz destruição. Pensando melhor, Furacão faz jus a administração dele (Ademir) que deixou Jaguaquara destruída. Jaguaquara seria melhor se o senhor Furacão não tivesse passado por aqui." Ainda bem que este furacão não escolheu outro furacão para levar a prefeitura, más levou um homem honesto que está concertando as destruições deixadas pelo furacão (se referindo a o atual gestor)," concluiu o vereador Nego de Marambaia.

Foto & Fonte: Blog Ed Santos e Roberto Brito

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos imensamente seu comentário, pedimos que tenham cuidado com ofensas e críticas aleatórias, desde já agradecemos.

 
Início | Musa do Diário | Horário dos Ônibus | Contato
Copyright © Diário do Entroncamento
Design by Diario Publicidades | Tecnologia do Blogger *IMAGEM DO SMARTPHONE ILUSTRATIVA, MODELO E MARCA A DEFINIR.
    Facebook Google + YouTube