Série Parábolas: Trabalho de Classe

3 de set de 2013

A professora Cláudia era muito querida de seus alunos. A sua turma da terceira série era formada por 30 alunos. Depois de um semestre bem puxado, a média de notas da classe não estava tão boa como deveria. Havia outro problema, alguns alunos não estavam se relacionando muito bem entre si.

A professora Cláudia, então, passou um trabalho para cada aluno. Sua intensão era dar mais uma oportunidade para que seus alunos se desenvolvessem um pouco mais no conhecimento e na integração com os colegas.

A professora foi clara ao apresentar as regras para a realização dos trabalhos e garantiu que não flexibilizaria. Contudo, uma das regras causou um clima de tensão na turma: todos deveriam fazer a apresentação do trabalho, porém, não do seu, mas do seu colega. Os próprios alunos deveriam decidir de qual colega faria a apresentação. Imagina o que aconteceu: a confusão se instalou.

Depois de quinze dias, o dia da apresentação chegou. Havia um clima de ansiedade na classe, levemente amenizado pela esperança de uma nova chance. Contudo, a voz da professora ecoava na consciência de cada um: “não irei flexibilizar, regra é regra, sejam sábios!” A professora sabia que o sucesso do trabalho dependeria de atitudes de humilde e cortesia, caso contrário não conseguiriam realiza-lo.

O resultado foi o seguinte: a maioria não tinha conseguido fechar a apresentação com o colega. Alguns não conseguiram se quer produzir o trabalho e tinham muitas desculpas para isso. Entretanto, 6 alunos estavam prontos.

A apresentação foi realizada e os alunos remanescentes ganharam nota máxima. Os demais perderam a grande oportunidade de melhorar suas notas e de crescer no relacionamento. A professora Claudia perguntou ao grupo pequeno, diante de todos:
– Qual foi o segredo do sucesso de vocês?
Eles se entreolharam e Márcio tomou a iniciativa de responder pelo grupo:
– Nós sabíamos que não seria fácil porque a classe estava muito desunida, então identificamos quem seria menos procurado. Não olhamos com preconceito, desejamos apenas nos ajudar e fazer um bom trabalho.

A professora segurou as lágrimas, porque sabia que o grupo era formado pelos seus alunos mais humildes e que tinham maiores dificuldades.

Jesus tem um trabalho muito especial para cada pessoa que O aceita. Ele deve ser realizado com humildade e sem preconceito. Acontece que a maioria tem rejeitado o chamado de Cristo porque não querer aceitar com humildade o Seu serviço.

Nos últimos dias, um remanescente tem sido chamado para o trabalho que envolve guardar os mandamentos de Deus e a fé de Jesus – estas são as Suas regras. Essa minoria anuncia a chegada da hora do Juízo, proclama a salvação por meio de Cristo e prediz a aproximação de Seu segundo advento.
De qual grupo você deseja participar, da maioria ou da minoria?

(Leia mais sobre a fiel igreja remanescente de Deus: Marcos 16:15; Mateus 28:18-20; 24:14; II Coríntios 5:10; Apocalipse 12:17; 14:6-12; 18:1-4; Efésios 5:22-27; Apocalipse 21:1-14).

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos imensamente seu comentário, pedimos que tenham cuidado com ofensas e críticas aleatórias, desde já agradecemos.

 
Início | Musa do Diário | Horário dos Ônibus | Contato
Copyright © Diário do Entroncamento
Design by Diario Publicidades | Tecnologia do Blogger *IMAGEM DO SMARTPHONE ILUSTRATIVA, MODELO E MARCA A DEFINIR.
    Facebook Google + YouTube