Bahia é campeã em venda de produtos eróticos

10 de set de 2013
Se antes eram vendidos escondidos, os produtos eróticos hoje estão roubando a cena. Em Salvador, são negociados por ambulantes no mesmo estilo do queijo coalho, amendoim torrado ou chiclete. A Bahia hoje é um polo no mercado erótico com 34% das vendas do Nordeste. A região aumentou sua fatia no mercado nacional de 14% para 17%, entre 2009 e 2011, de acordo com a Associação Brasileira do Mercado Erótico (Abreme). “Acho que é por causa do clima quente, do jeito do baiano”, arrisca Juliana Suassuna Medrado, dona da empresa de artigos eróticos Rua Sete, sobre o sucesso dos produtos na Bahia. Já a presidente da Abreme, Paula Aguiar, credita ao trabalho ‘corpo a corpo’ das consultoras a posição privilegiada que a Bahia ocupa no mercado. “Elas fazem um trabalho importante, mais forte até do que a internet. E as lojas daqui são maravilhosas.”la veio a Salvador para debater as tendências de mercado no 4º Workshop de Negócios do Mercado Erótico, que acontece nesta quarta-feira (veja boxe). Sobre as novidades, ela ressalta os chamados produtos ‘leves’ – que podem ser usados por qualquer pessoa. “O esmalte afrodisíaco (que contém hormônios estimulantes), gel e óleos de massagem podem ser usados por cristãos e até o público teen”, ressalta. Os produtos mais vendidos do Sexshop Gospel, especializado na venda de produtos eróticos para evangélicos, são vibradores, massageadores, bolinhas excitantes, fantasias e lubrificantes.
Cristã ou do candomblé, a verdade é que mulher compra mais. “Tem gente que acha que sex shop só é frequentado mais por homens gays. Se dependesse deles, eu estava lascada. 90% das vendas são para mulheres”, afirma a dona de sex shop Bárbara Oliveira, que escreveu o livro O Prazer É Todo Meu. Ela abriu o negócio, que fica próximo a um motel no bairro Costa Azul, há quase dez anos.

Já Cibele Brito, dona de um sex shop no Centro afirma que 70% de seus clientes são homens, e relaciona esse percentual ao local onde fica a loja.
 “Eles frequentam, e como frequentam!”, ressalta Cibele, que vende principalmente bombas penianas (que prometem aumentar o tamanho do pênis e diminuir a ejaculação precoce), vibradores e o chamado Gel Orgasme, que “proporciona às mulheres orgasmos de até 15 minutos”.

Barreira
Trabalhando há oito meses da loja Desejos, no bairro de Nazaré, Fabrícia Oliveira no começo tinha vergonha, mas aprendeu a controlar a timidez. “É a primeira vez que eu trabalho com esse tipo de produto. Hoje, eu acho um parque de diversões”, brinca a moça, que garante testar os produtos antes de apresentar aos clientes. “Tem que testar, para dar a certeza ao cliente de que o produto é bom”, diz. Ela ainda afirma que os produtos da loja podem ajudar as pessoas com problemas. “Tem gente que aparece com problemas de ereção e fica tímido para contar, perguntar sobre os produtos. A gente tenta deixar ele à vontade”, conta. (Correio)

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos imensamente seu comentário, pedimos que tenham cuidado com ofensas e críticas aleatórias, desde já agradecemos.

 
Início | Musa do Diário | Horário dos Ônibus | Contato
Copyright © Diário do Entroncamento
Design by Diario Publicidades | Tecnologia do Blogger *IMAGEM DO SMARTPHONE ILUSTRATIVA, MODELO E MARCA A DEFINIR.
    Facebook Google + YouTube