Série Parábolas

14 de ago de 2013
Betão era conhecido como o homem mais grosseiro da sua pequena cidade. O problema ficava mais grave porque Betão se orgulhava desse título. Ele pensava que sua atitude inspirava autoridade, respeito e poder.

Um dia chegou à cidade um homem muito educado, por nome Miguel. Em pouco tempo ele atraiu a admiração das pessoas. Miguel deseja permanecer apenas alguns dias, o suficiente para resolver a venda de uma fazenda que ele havia recebido de herança.

O Betão achou graça do estilo do Miguel. Observou de longe o seu jeito nobre de ser e se constrangeu, mas resistiu e preferiu fazer piadas e dar risadas sobre o visitante.

Miguel precisava do apoio de mais um advogado e aconteceu que algumas pessoas indicaram o único da cidade: o Betão. Ufa! E agora?
O Dr. Betão quase morreu de susto quando Miguel chegou para falar com ele. No início sentiu-se muito incomodado com o seu jeito tão educado de ser, mas para não perder o cliente fez de tudo para corresponder com sua fineza.

Aos poucos Betão foi pegando uma boa amizade com o Miguel. Era impossível não gostar de alguém tão respeitoso e sincero.

As pessoas da cidade estavam curiosas para ver como o homem mais grosso da cidade estava se saindo com um visitante tão gentil. Até que começaram a perceber que o comportamento do Betão estava mudando. O único que não percebia a mudança era ele próprio.

Mas, qual era o segredo da mudança do Betão? É simples, Miguel começou a ensinar Betão sobre os grandes temas da Bíblia. Ao conhecer Jesus, uma verdadeira transformação começou a ocorrer em sua vida – o homem mais grosso da cidade.

Passados três meses, Miguel começou a se despedir dos habitantes daquela pacata cidade, porque havia chegado o dia de sua partida. A reação foi muito forte, todos choraram. A rodoviária ficou lotada para a sua despedida. Betão emocionado fez uma linda declaração: “amigo Miguel, muito obrigado por nos mostrar Jesus em sua maneira de ser.

Agora temos uma igrejinha iniciada por sua instrução, farei de tudo para cuidar bem dela e de seus membros com amor e carinho. Vá em paz! E, se não nos vermos na Terra, nos veremos no Céu!”.

Somos chamados para ser um povo piedoso, que pensa, sente e age de acordo com os princípios do Céu. Para que o Espírito recrie em nós o caráter de nosso Senhor, só nos envolvemos naquelas coisas que produzirão em nossa vida, pureza, saúde e alegria semelhantes às de Cristo.

(Leia mais sobre o tema: I João 2:6; Efésios 5:1-13; Romanos 12:1 e 2; I Coríntios 6:19 e 20; 10:31; I Timóteo 2:9 e 10; Levíticos 11:1-47; II Coríntios 7:1; I Pedro 3:1-4; II Coríntios 10:5; Filipenses 4:8)

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos imensamente seu comentário, pedimos que tenham cuidado com ofensas e críticas aleatórias, desde já agradecemos.

 
Início | Musa do Diário | Horário dos Ônibus | Contato
Copyright © Diário do Entroncamento
Design by Diario Publicidades | Tecnologia do Blogger *IMAGEM DO SMARTPHONE ILUSTRATIVA, MODELO E MARCA A DEFINIR.
    Facebook Google + YouTube