Zinho justifica saída de Joel: ‘Foi conjunto da obra. Insustentável’

24 de jul de 2012
Por Richard Souza

Zinho na coletiva do Flamengo (Foto: Richard Souza / Globoesporte.com)
Em entrevista coletiva concedida na tarde desta segunda-feira, o diretor de futebol do Flamengo, Zinho, falou sobre a decisão de demitir Joel Santana. Quase seis meses depois de assumir o clube, o treinador foi comunicado sobre o desligamento na parte da manhã. Segundo o dirigente, uma série de fatores motivou a saída.
- Foi o conjunto da obra, já venho analisando o comportamento da equipe, o dia a dia do trabalho. Não foi especificamente o jogo do Cruzeiro. Como diretor de futebol, estou analisando o futuro, a posição da equipe na tabela, poder de reação do grupo, o poder da comissão técnica de conseguir resultados. Nada contra o Joel. Eu comuniquei. Colocaram vários treinadores do Flamengo com o Joel aqui. Estive aqui para dizer que ele era o treinador e que quando não fosse ele seria o primeiro a saber. A situação estava insustentável. Em outras situações eu segurei.
Zinho não quis falar sobre um possível substituto. Disse que pretende apresentar o novo treinador antes do jogo contra a Portuguesa, quinta-feira, pela 12ª rodada.
- Hoje não vou conseguir (anunciar). Foi dia de conversar com o Joel, conversar com a comissão técnica, com os jogadores, de colocar uma comissão interina. Espero anunciar antes do jogo. Vou buscar um treinador que se encaixe no meu perfil, que saiba trabalhar com um grupo mesclado, que tem muitos garotos. Queremos um treinador vitorioso. Não vou falar de nomes aqui. Queria colocar isso para vocês. Nomes serão especulados, nomes vão vazar. Longe de mim esperar que isso não aconteça no Flamengo, sei que não vou mudar isso. Mas pelo menos aqui no futebol vou trabalhar com profissionalismo.
Zinho definiu o perfil do treinador que ele deseja contratar. Não garantiu reforços para o novo técnico, mas disse que caberá ao escolhido fazer uma reavaliação do elenco.Dorival Júnior, demitido pelo Inter na sexta-feira, é o nome mais forte. Jorginho, do Kashima Antlers, do Japão, era o nome favorito de Zinho, mas tem contrato até 2013. O dirigente disse que o nome já foi escolhido e afirmou que terá total autonomia da presidente Patricia Amorim.

- A Patricia está me dando total apoio, comuniquei a minha decisão antes de ligar para o Joel, ela disse que estava comigo. Depois da conversa do Joel, encontrei com ela, é a hierarquia. A contratação do novo treinador também será assim. Já defini o nome. É a mesma coisa quando a gente procura jogadores. Você tem uma prioridade, mas pensa em outras opções. Você tem que sentar com ele e, se não ocorrer, parte para outras alternativas.
- Quero um treinador que entre na minha filosofia. Não contratei o Joel, mas gostei de trabalhar com ele nesses dois meses. Aprendi com ele também. Vou buscar um treinador moderno, profissional, que saiba trabalhar com esse grupo mesclado com jovens e experientes. Enfim, tudo que o futebol está pedindo no dia de hoje. O treinador que vier sabe que esse é o grupo. A chegada do treinador é importante para ver o elenco, opinar, ver o dia a dia do trabalho.
Já defini o nome. É a mesma coisa quando a gente procura jogadores. Você tem uma prioridade, mas pensa em outras opções."
Zinho
Segundo o diretor de futebol, não existe a possibilidade de ele próprio assumir o comando da equipe, como ocorreu com Fernandão no Internacional. O dirigente colorado virou técnico.
- Nenhuma hipótese. Estou aqui de diretor, sou diretor. Estava trabalhando com o Joel, não acho correto. E a minha função é diretor de futebol.
Antes da entrevista coletiva, o dirigente conversou com os jogadores e também cobrou um melhor desempenho de todos. Ele afirma que no momento o principal objetivo é chegar ao G-4 do Brasileirão.

- No Flamengo sempre buscamos o título, mas o momento é de tentar a recuperação para encostar no G-4. O Flamengo tem sempre que brigar lá em cima. Se eu escalar o elenco, nome por nome, não acho que esteja muito abaixo dos outros. Precisa jogar, estar mais entrosado. Precisa ter melhor postura dentro do campo. A vitória às vezes encobre a qualidade técnica e tática da equipe. Poderia ser uma coisa do momento. É uma decisão com tempo para a recuperação dentro do campeonato. Se aconteceu agora, foi bom que ainda há tempo para se recuperar no campeonato.
No contrato de Joel Santana está previsto o pagamento de uma multa rescisória de R$ 2 milhões. O diretor de futebol disse que essa questão teve de ser deixada de lado.
- O Flamengo vai cumprir o que está no contrato. Nesse momento não pensamos na parte financeira, mas no melhor para o Flamengo. Estamos discutindo a condição técnica da equipe. Vou tentar ajudar para que o Flamengo cumpra
.

0 comentários:

Postar um comentário

Agradecemos imensamente seu comentário, pedimos que tenham cuidado com ofensas e críticas aleatórias, desde já agradecemos.

 
Início | Musa do Diário | Horário dos Ônibus | Contato
Copyright © Diário do Entroncamento
Design by Diario Publicidades | Tecnologia do Blogger *IMAGEM DO SMARTPHONE ILUSTRATIVA, MODELO E MARCA A DEFINIR.
    Facebook Google + YouTube